sexta-feira, 21 de março de 2008

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Traquininha...

Na eira andava a traquina,fazendo o que lhe dava na telha ...
Uma pena puxava á galinha,a orelha puxava á ovelha ...
A vaca mugia alto,e a traquina dela não fugia ,
com olhos travessos a olhava,e um sorriso maroto lhe dirigia ...
Ás suas tetas procurava,e a vaca ,essa , nem se mexia ,
era pois a sua traquina que ali estava,aquela que lhe dava tanta alegria ....
De leiteira não precisava a traquina ,para o leite das tetas da vaca tirar.
pois destas biberão fazia,enquanto o morno leite, os seus lábios sorvia ...
Sua mãe a chamava receosa,mas a traquina distraída ,nem a ouvia ,
continuava as suas travessuras,não parando enquanto ainda fosse dia.
Traquinice avançada ás cavalariças chegou,a correr a saltar, uma musiquinha cantarolou.
Os cavalos a sorrir , de esguelha, marota os olhou ,
e num abrir e fechar de olhos... a todos eles soltou...
Desesperada, a sua mãe aos céus bradou,pois a traquininha no meio da manada ficou ...
Sua mãe preocupada aos deuses implorou,e por a sua traquininha ,esta gritou ...
No meio dos cavalos, entre a poeira levantada ,ouviam-se estridentes gargalhadas,
era a traquininha feliz ás risadas,que o rabo de seu cavalo preto puxou ...
que num trotar carinhoso ,relinchou ...
E ninguém soube como,do meio da manada, com um sorriso vitorioso ,
saiu a traquininha , que no belo garanhão preto, sem sela montou...
Relinchares se ouviam ,nos sorrires que se gargalharam
Mas o ar de preocupação no rosto de sua mãe se denotou...
Fizeram as lágrimas brotar , e o seu rosto inundaram ,
pois a traquininha muito sustos à sua mãe num só dia, pregou .
Traquininha , traquininha...
Que enquanto acordada , tudo o que tocava á sua volta não parava ...
E ,chegava pois, ao fim da tarde... extremamente cansada...
Traquininha tão traquina , que antes de se aninhar no seu berço ,
com o seu pai conversava...
Dentro do porta fotos , á sua cabeceira,este sorrindo-lhe, se encontrava,
que com um sorriso saudoso ... traquininha segurava...
e assim o seu olhar de braços pequeninos o abraçava...
O seu dia turbulento lhe contava , e a sorrir um beijo lhe soprava ...
E assim a traquininha adormecia...aos braços de sua mãe aconchegada ...
E com as lindas travessuras do dia seguinte... quem sabe...
traquininha ...sonhava...

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Com muito Amor...

Do jardim do meu ser húmildemente agradecido
Brotou há anos passados ,
uma das duas flores mais belas do universo...
Sorri hoje essa flor ao meu ser todos os dias ,
Perdendo-se o meu sentir de felicidade em cada sorriso seu ,
Quando chora , meu coração sufoca,e em pranto ele se aperta
E com o abraço do amor ,a essa flor os meus braços ,
entre afagos e ternuras,carinhosamente cerca
Tenta transmitir-lhe assim,sentires enviados com amor
Para que essa flor o seu sorrir não perca, e alivie a sua dor...
Hoje é o seu aniversário,e sopro-lhe eu um beijo meu
No desejo continuo que a vida lhe continue a sorrir
Como sorri essa flor ao coração meu...
Flor que de mim... há 16 anos nasceu...

Nandinho,
Com muito Amor e Carinho
recebe um beijo abraçado da tua mamã no coração teu!!!

Muitos Parabéns Filho Meu!!!!

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

sábado, 12 de janeiro de 2008

Tu ... e ... Eu

Da janela do meu pensamento,meus olhos fitaram os teus
Sentia-os tristes , alagados,precisando de carinhos meus
Num gostar partilhado ,meu coração ao teu, passou a implorar
Pedia-lhe aqui e agora,para não mais lágrimas chorar
Mas ele ,tão triste estava , que o meu não ouviu
E mais e mais lágrimas,teimou em derramar
Coração meu ainda mais se entristeceu...
E sentido, em sufoco, começou a soluçar,
só e apenas , por ele nada poder fazer,
nem com um afago carinhoso o poder aconchegar
Chora meu coração assim...por a ele tão só o amar
Dorido se aninhou num canto,sentindo as dores do sofrimento teu
Bradou aos céus em pranto,que te tirasse desse imenso breu
E num sentido desejo ,que te devolvesse o sorriso teu
De nuvens se vestiu o dia,entre raios e trovões anoiteceu.
De lágrimas se carregaram as nuvens,brotando pétalas de rosa do céu
Sobre o coração lindo que é teu,p ois foi esse o imenso desejo meu
Onde ambos os corações se banharam,em suspiros sinceros desabafaram
Entre pérolas de sentires no bem querer que te quero eu
E assim gostava de te devolver o lindo sorriso,que um dia aos meus olhos nasceu
E com olhares sentidos e cheios de esperança
Te ver imensamente a sorrir... de Felicidade ... abraçado ao Amor...
que um dia floresceu...

***

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

O Rei de Quase Tudo ...


O Rei de Quase Tudo tinha quase tudo.
Tinha terras, exércitos e tinha muito ouro.
Mas, o Rei não estava satisfeito com o quase tudo.
Ele queria tudo.
Queria todas as terras.
Queria todos os exércitos do mundo.
E queria todo o ouro que ainda houvesse.
Assim, mandou os seus soldados à procura de tudo.
E mais terras foram conquistadas.
Outros exércitos foram dominados.
Nos seus cofres já não cabia tanto ouro.
Mas o Rei ainda não tinha tudo.
Continuava o Rei de Quase - Tudo.
Por isso ele quis mais
Quis as flores, frutos e os pássaros.
Quis as estrelas e quis o sol.
Flores e frutos e pássaros lhe foram trazidos.
Estrelas foram aprisionados e o sol perdeu a liberdade.
Mas o rei ainda não tinha tudo.
Porque tendo as flores, não lhes podia prender a beleza e o perfume.
Tendo os pássaros, não lhes podia prender o cantar.
Tendo as estrelas, não lhes podia prender o brilho.
E tendo o sol, não lhe podia prender a luz.
O Rei era ainda o Rei de Quase tudo.
E ficou triste.
Na sua tristeza saiu a caminhar pelos seus reinos.
Mas os reinos eram agora muito feios.
As flores e os frutos tinha estrelas e o dia não tinha sol.
E triste como ele eram os seus súditos.
Então o Rei de Quase - Tudo não quis mais nada.
Mandou que devolvessem as flores aos campos e que entregassem As terras conquistadas.
Mandou que plantassem árvores para que dessem frutos e que soltassem os pássaros.
Mandou que distribuíssem as estrelas pelo céu e que libertassem o sol.
O Rei ficou feliz
Na sua imensa alegria sentiu a P A Z .
E sentindo a paz, O Rei viu que não era mais o Rei de Quase - Tudo.
Ele agora tinha tudo.

Autor Desconhecido

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Insanamente...

Liberta cores em sumidos mistérios
No olhar dos medos profanos
Aveludados em maresias de calmia
Tornando pensamentos insanos
Na vontade de abraçar o se que se é
Quando se tem o que se deseja
Quando se deseja o que se não possui
Mas que se sente o que de todo nos inclui
Neste desejar insano
Onde o pensamento se tornou leviano
E o saborear se transformou
na vontade devoraradora
De ,de ti me saciar
E de teu ser me alimentar
Insanamente a ti me entrego
Levianamente em nós nos transformo
***

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

"Presentes..."

Era uma menina , muito pequenina
E pensava , pensava que ...
prenda para dar no natal ,
a quem gostava ,não tinha ...
Os seus bolsinhos vazios estavam,
na sua carteirinha de farrapos tostões não havia.
Lembrou-se então , de ao jardim da avó ir ,
para umas florzinhas apanhar ,
com elas fazer uns raminhos
E ,esses assim os ofertar...
Olhando as florzinhas começou a pensar ,
se dores elas iriam ter ...
Ao assim as cortar....pensou se elas iriam chorar...
se iriam morrer ...
Belas eram as flores , que estavam no jardim
Vivas e felizes , por ali estarem assim ...
Se ela as cortasse, iriam enfeitar a casinha,
ou, iriam ser postas ali num cantinho .
por não serem rosas de botões a florir ...
Sorriu para as lindas flores do jardim,
que companhia lhe faziam ali ...
Voltou para casinha , mas ainda prendas não tinha.
Triste por ser pobrezinha,
por tostões não ter,como os outros meninos.
Cansadinha de pensar ...
Que prenda iria ela dar ,
Se prendas ela não tinha?...
Procurou lápis de cor e papel ,
e começou a desenhar ,
imensas prendas coloridas
começou ela a pintar:
um coração ao topo
um sorriso bem ao centro
uma lágrima que ali pousou
De felicidade , se adivinha.
Pois agora ...a menina pequenina ,
presentes já tinha...
E pensou , pensou ,
que afinal não era pobrezinha,
pois tinha quem a amasse,
um papel para colorir,
E os lápis de cor a lhe sorrir...
Agora presentes podia ofertar,
Com os seus sentires, o coração de belas cores a colorir
Para todos os que ela ama
Os receberem a sorrir...
***

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

"Até já..."

Olho o nublado céu por cima de mim...
Lágrimas de chuva cristalina se acomodam em meu rosto...
Paira no ar a nostalgia da perda , a dor da despedida ...
A cumplicidade de um sentir outrora partilhado .
Voa nos tempos a minha lembrança...
Abraço ao vento esta minha tristeza de a ver partir...
Sorriu na hora da despedida...
Queria vê-La mais uma vez... dizer-Lhe o que tantas vezes o meu coração Lhe disse.
Guardo na lembrança que ,não houve uma única vez que não Lhe dissesse: Gosto tanto de Si!
Ainda bem...pois assim hoje posso dizer-Lhe mais uma vez...prometendo que a última não será!
De véu branquinho , cintilante se afasta ... sorrindo-me, acenando-me, indo fazer companhia ás mais belas Estrelas que algum dia conheci, amei e senti...e Amo... Sinto...
Hoje... é um dia cinzento... uma noite fria...muito fria...
Mas é uma noite mais iluminada...
Pois no céu há mais uma Estrela...
E a sua Luz , irá iluminar-me a mim... e a todos os que ama, e a Si a amam.
Um beijo enorme na certeza da saudade que de Si irei sentir minha Querida “Avó”
Adoro-A...nunca me cansei de o dizer... não me cansarei de o repetir...
E a Sua falta... muito irei sentir ...
...
MI*

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Sousa Tavares



Rio das Flores de Miguel Sousa Tavares

Sinopse :
Sevilha, 1915 - Vale do Paraíba, 1945: trinta anos da história do século XX correm ao longo das páginas deste romance, com cenário no Alentejo, Espanha e Brasil. Através da saga dos Ribera Flores, proprietários rurais alentejanos, somos transportados para os anos tumultuosos da primeira metade de um século marcado por ditaduras e confrontos sangrentos, onde o caminho que conduz à liberdade parece demasiado estreito e o preço a pagar demasiado alto. Entre o amor comum à terra que os viu nascer e o apelo pelo novo e desconhecido, entre os amores e desamores de uma vida e o confronto de ideias que os separam, dois irmãos seguem percursos diferentes, cada um deles buscando à sua maneira o lugar da coerência e da felicidade.

Rio das Flores resulta de um minucioso e exaustivo trabalho de pesquisa histórica, que serve de pano de fundo a um enredo de amores, paixões, apego à terra e às suas tradições e, simultaneamente, à vontade de mudar a ordem estabelecida das coisas. Três gerações sucedem-se na mesma casa de família, tentando manter imutável o que a terra uniu, no meio da turbulência causada por décadas de paixões e ódios como o mundo nunca havia visto. No final sobrevivem os que não se desviaram do seu caminho.

Fonte:http://www.webboom.pt/ficha.asp?ID=165796

domingo, 14 de outubro de 2007

"Candidatura ao Ensino Superior Público"

- COLOCAÇÕES 2007-
.ª Fase do Concurso Nacional de Acesso
Lenita ( a minha Princesa) B.I. XXXXXXXX

Colocada
XXXX-Instituto Politécnico do Porto -
Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
SÃO MAMEDE DE INFESTA
XXXX-Contabilidade e Administração
Licenciatura - 1º ciclo

Classificação do candidato:
171,1
186,0
163,0
163,0
Parabéns Filha minha, e deculpa lá a tua mamy ser tão"ruim" de vez em quando , quando não te deixava sair á noite;não te deixava estar até de madrugada com as amigas e os amigos; frequentares discotecas quando te apetecia ; namorar a toda a hora;
desculpa lá não te não te deixar sair de casa quando tinhas 16 anos...;
aquelas chamadas de atenção que tanto detestas; o meu olhar sempre em cima de ti,das tuas acções...
"Mãe chata" dizias tu...
Minha Filha...
por ti serei a mais "ruim ", a mais "chata"das mães do mundo.
Hoje conseguis-te vencer mais uma batalha na tua vida, mais uma de tantas que já vences-te...
Sabes que independentemente dos teus 18 aninhos completados, estarei sempre por perto, nas horas boas e menos boas...
Parabéns minha Filha!!!
Com o teu esforço e dedicação, coragem e determinação , e este amor, com que alimento o teu coração,conseguirás vencer todas as batalhas da tua vida:)

Um beijo abraçado,
com muito amor e carinho
desta tua Mãe babada
que muito
te
Ama!!
Mi
***********************
PS: prepara-te agora vem a praxe:))))))))




Are you ready???





*********************

sábado, 13 de outubro de 2007

"Olhar Mirandela..."

[Foto by MI]


E é por aqui algures que ando,
Neste dia apetecido...
Respiro o ar da saudade,
Por um dia d'ele me ter despedido.
Olho o horizonte de esperança,
Busco a alegria aqui perdida...
Raizes ficaram ,por aqui plantadas,
Num terno abraço da partida.
Hoje sózinha voltei.
Para a alegria buscar...
Levá-la comigo para onde for
E jamais a voltar a largar
***

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

"Amigo..."


Hoje apetece-me realizar o teu desejo...
Sorrir ao teu coração, vesti-lo com um calção, azul da cor do céu,
uma t-shirt iluminada com o branco da Paz
Olha...ele gostou,sorriu , gargalhou:))
Ficou feliz com a pernita á mostra...
o vento sopra mas ele nem se importou
Pois o azul do céu a ele o encantou
A mão que a ti estendi ,a tua apertou ... estava quentinha e a ele acarinhou
Com o seu calor , assim o aconchegou, nem sentindo ele o frio, que se aproximou.
Nesta vida , tudo se pode, tudo se faz, não importa a idade ,se é rapariga ou rapaz...
Importa sim...o que vai na alma , no coração
Tenhamos a idade que tivermos, lembremos que nem tudo o que fizemos foi opção,mas contudo é sempre uma idade bonita , a que tem a nossa alma
Muitas vezes nos esquecemos que nada é em vão
E um sorrir sincero...sempre alegrou um coração

Um beijo terno no olhar teu
:o)**

09.10.2007

terça-feira, 9 de outubro de 2007

E porque me apetece ...;o)


Desnotícias:

Convenção mundial de gatinhos discute problemas como o cheiramento e as práticas bonsai
Origem: Desciclopédia, a idiotice livre.
Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

Gatinho participando do evento: durante os intervalos ele aproveita para acessar o portal Desnotícias e ficar sempre bem informado
NEW YORK, Ohio Keopartha, USA - Bichanos que participam do evento foram apresentados à imprensa em coletiva.
Convenção acontece neste final de semana no Madison Square Garden.
Os bichanos dos Estados Unidos estão ansiosos para um grande evento que acontece neste final de semana em uma das casas mais elegantes de Nova York. No próximo sábado, dia 13, será aberta a 5ª Convenção Anual de Gatos Exóticos.
Alguns astros do evento, que acontece no Madison Square Garden, foram apresentados em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (10). Empolgados, os bichanos mostraram suas habilidades em diversas áreas, como informática e pistas de obstáculos.
Durante o evento, os bichanos vão discutir várias questões e problemas, como as práticas de entretenimento, produção, experiências genéticas, concorrência nos mercados e alimentação.

sexta-feira, 5 de outubro de 2007

domingo, 30 de setembro de 2007

"Esperança "


A esperança persiste, mesmo entre os escombros da guerra,a esperança permite ao homem reconstruir a paz.
A esperança persiste, mesmo diante da traição,a esperança permite ao que foi traído, o recomeço com serenidade.
A esperança persiste, mesmo diante da doença mais grave,a esperança permite ao homem continuar à busca da cura.
A esperança persiste, mesmo diante da maior injustiça,a esperança permite que se repare o erro, não importa o tempo decorrido.
A esperança persiste, mesmo diante da dor mais profunda,a esperança resiste e nos empurra para a conquista.
A esperança persiste, mesmo diante do abalo da fé,a esperança permite que o homem busque o seu Criador.
A esperança persiste, mesmo diante da depressão profunda,a esperança resiste à falta de sonhos e nos recoloca no caminho.
A esperança persiste, mesmo quando não há mais esperança,afinal de contas, a esperança é a centelha da vida, é a própria chama,o fogo que alimenta a nossa caminhada e te convoca agora, afinal de contas:tudo está para ser feito e existem novas oportunidades para quem persiste,um novo amor está para chegar, um novo trabalho se aproxima,uma nova família para depender de você, novos amigos que te vão conhecer,pessoas e mais pessoas que vão descobrir, assim como eu,que você é a própria esperança , a certeza que o mundo vai melhorar,você é a chama, o fogo, a esperança é tocha que nunca se apaga.

Sê como a esperança, persiste mais um pouco.

***
(Postado em 25/12/2004 in"O Meu Cantinho")

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Tempestade de Sentires

commentbaby.com

Vejo à minha frente
Um caminho diferente
Um caminho que se diz contente...
Mas eu...
Perco-me no meio de palavras divergentes...
O sonho, só, não basta
Preciso de algo que me afaste
Da ilusão, da incerteza, da incoerência.
A realidade, apenas, não é suficiente
Quero acreditar e confiar nos meus instintos...
Nas minhas vontades...
O nevoeiro, calmamente regressa à minha vida.
Uma nova estação se apresenta.
O vento bate à minha porta
Mas a passividade impede-me de a abrir
Impedindo também que me transforme...
Impedindo que me permita a modificar...
Impedindo um turbilhão de emoções...
Impedindo uma tempestade capaz de lavar as feridas mais profundas...
Quero-te como um furacão.
Quero-te como uma catástrofe,
Como algo capaz de me deitar abaixo...
Mas que em seguida me dê a mão para me erguer outra vez.
E assim de cara e alma lavada talvez mude o meu caminho...
E assim talvez siga mais uma vez por estradas erradas
na esperança de um dia voltar a encontrar-te...
IM


sábado, 22 de setembro de 2007

*Elegante Sinceridade*

Tamerlão, poderoso rei assírio do século XIII, era um soberano muito cheio de si e cônscio das deferências de que se julgava credor por parte de todos os súbditos. Ele tinha uma particularidade física notável: - Um grande e monstruoso nariz, o que muito o aborrecia.
Por isso, jamais se tinha deixado retratar. Quando, porém, já estava velho, seu filho e sucessor, preocupado com a possível ausência da figura do pai na galeria real, tanto insistiu que conseguiu dele a anuência em se deixar retratar.
O monarca estabeleceu uma condição: - só aceitaria o retrato, como sua estampa oficial, se encontrasse um artista que o pintasse a contento. E os artistas que tripudiassem sua imagem, seriam executados, conforme a tradição do reino: - na forca.
Aceita a condição, editais foram espalhados por todo o Reino, convocando os artistas para a importante e perigosa tarefa. Não obstante o risco, três se apresentaram, para tentar o que seria a suprema obra de sua vida e ganhar assim fama, reconhecimento e muitas moedas de ouro. Justamente os três melhores mestres da arte pictórica do Reino se apresentaram para o comedido.
O primeiro artista retratou o monarca tal e qual, com o narigão enorme e tudo. O rei, vendo o quadro acabado, embora admirando o gênio artístico do pintor, enfureceu-se com ao ver sua figura horrenda e mandou enforcar o infeliz artista.
Veio o segundo pintor e, temeroso, pintou o rei fielmente, com exceção do aberrante apêndice nasal, em cujo lugar colocou irrepreensível narizinho. O soberano, sentindo-se ridicularizado, assinou igualmente a pena capital do segundo, sem comiseração.
Chegou, a vez do terceiro pintor, o qual, habilidoso, conhecendo a paixão do rei pela caça, retratou-o portando um arco e flecha, a atirar numa raposa. E o antebraço segurando a arma, dissimulava o nariz. Vendo o resultado do trabalho, o monarca sorriu satisfeito e recompensou-o generosamente.
.
. ( A quem souber a sua autoria agradeço que me a indique...a si o que seu é de direito...Grata)

As três atitudes mais comuns em relação à verdade:

A primeira
é a franqueza rude, contundente, que não hesita em expõr toda a realidade dos factos, doa a quem doer. Os partidários dessa atitude podem revelar o mérito da coragem e do desinteresse, mas tiram nota zero em relações humanas.
A segunda é a hipócrisia interesseira. Os deste grupo podem revelar inteligência e engenhosidade para distorcer os factos, a fim de agradar aqueles a quem desejam conquistar.
A terceira, é a dos partidários da verdade construtiva, evidenciando o que é útil, edificante, e elegante, omitindo súbtilmente os aspectos menos agradáveis da vida do próximo.
***

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

terça-feira, 18 de setembro de 2007

*Infinito...*


Noite fresca e serena...
Numa qualquer praia encantada...
Flores beijadas no mar deitei...
Nesta nossa madrugada.
Nas ondas ,navega meu pensamento...
Ate ti ,sob o olhar terno da Lua.
Soprando um beijo nosso, sorriem-nos as Estrelas
Nesta minha noite ...que é Tua.
***

domingo, 16 de setembro de 2007

ZWANI.com - The place for myspace comments, glitters, graphics, backgrounds and codes

WITHIN TEMPTATION

The Swang Song

Winter has come for me, can't carry on.
The chains to my life are strong but soon they'll be gone.
I'll spread my wings one more time.

Is it a dream?
All the ones I have loved calling out my name.
The sun warms my face.
All the days of my life, I see them passing me by.

In my heart I know I can let go.
In the end I will find some peace inside.
New wings are growing tonight.

Is it a dream?
All the ones I have loved calling out my name.
The sun warms my face.
All the days of my life, I see them passing me by.

As I am soaring I'm one with the wind.
I am longing to see you again, it's been so long.
We will be together again.

Is it a dream?
All the ones I have loved calling out my name.
The sun warms my face.
All the days of my life, I see them passing me by.

***

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Hein???



My Birthdate: July 14


You work well with others. That is, you're good at getting them to do work for you.
It's true that you get by on your charm. But so what? You make people happy!
You're dynamic, clever, and funny. And people like to have you around.
But you're so restless, they better not expect you to stay around for long.
Your strength: Your superstar charisma
Your weakness: Commitment means nothing to you
Your power color: Fuchsia
Your power symbol: Diamond
Your power month: May