sábado, 22 de setembro de 2007

*Elegante Sinceridade*

Tamerlão, poderoso rei assírio do século XIII, era um soberano muito cheio de si e cônscio das deferências de que se julgava credor por parte de todos os súbditos. Ele tinha uma particularidade física notável: - Um grande e monstruoso nariz, o que muito o aborrecia.
Por isso, jamais se tinha deixado retratar. Quando, porém, já estava velho, seu filho e sucessor, preocupado com a possível ausência da figura do pai na galeria real, tanto insistiu que conseguiu dele a anuência em se deixar retratar.
O monarca estabeleceu uma condição: - só aceitaria o retrato, como sua estampa oficial, se encontrasse um artista que o pintasse a contento. E os artistas que tripudiassem sua imagem, seriam executados, conforme a tradição do reino: - na forca.
Aceita a condição, editais foram espalhados por todo o Reino, convocando os artistas para a importante e perigosa tarefa. Não obstante o risco, três se apresentaram, para tentar o que seria a suprema obra de sua vida e ganhar assim fama, reconhecimento e muitas moedas de ouro. Justamente os três melhores mestres da arte pictórica do Reino se apresentaram para o comedido.
O primeiro artista retratou o monarca tal e qual, com o narigão enorme e tudo. O rei, vendo o quadro acabado, embora admirando o gênio artístico do pintor, enfureceu-se com ao ver sua figura horrenda e mandou enforcar o infeliz artista.
Veio o segundo pintor e, temeroso, pintou o rei fielmente, com exceção do aberrante apêndice nasal, em cujo lugar colocou irrepreensível narizinho. O soberano, sentindo-se ridicularizado, assinou igualmente a pena capital do segundo, sem comiseração.
Chegou, a vez do terceiro pintor, o qual, habilidoso, conhecendo a paixão do rei pela caça, retratou-o portando um arco e flecha, a atirar numa raposa. E o antebraço segurando a arma, dissimulava o nariz. Vendo o resultado do trabalho, o monarca sorriu satisfeito e recompensou-o generosamente.
.
. ( A quem souber a sua autoria agradeço que me a indique...a si o que seu é de direito...Grata)

As três atitudes mais comuns em relação à verdade:

A primeira
é a franqueza rude, contundente, que não hesita em expõr toda a realidade dos factos, doa a quem doer. Os partidários dessa atitude podem revelar o mérito da coragem e do desinteresse, mas tiram nota zero em relações humanas.
A segunda é a hipócrisia interesseira. Os deste grupo podem revelar inteligência e engenhosidade para distorcer os factos, a fim de agradar aqueles a quem desejam conquistar.
A terceira, é a dos partidários da verdade construtiva, evidenciando o que é útil, edificante, e elegante, omitindo súbtilmente os aspectos menos agradáveis da vida do próximo.
***

9 comentários:

brucelia disse...

gostei do infinito...
nao sei quem escreveu esse post que escolheste...tem alguma piada...nao termos sempre a mesma visao...diariamente dizemos aberraces do genero...eu jamais faria aquilo...e aquilo...ai que cena ..eu nao era capaz...mas certo dia..pimba..la tamos nos...well adorei ler-te ...volto..ate ja...

O sobrinho do repórter disse...

Os assírios nunca foram de confiança.
Eram monarcas, tinham súbditos, coitados que nem o ordenado mínimo ganhavam, eram uns gajos execráveis.
Piores que o Deus me livre.
A penca desse Tamerlão assustava um susto. E o filho, bem o filho não era flôr que se cheirasse.
E depois, pinturas com condições? Só me pintas se me deres algo em troca.
Tásse mesmo a ver.

Resumindo, esta história não me agrada.

A autoria deste texto? Deve ser, ou ter sido, de algum fenício, sabido o mau feitio que possuiam.

Vou mas é dar de frosques antes por aqui apareça alguém.

pétala disse...

em primeiro lugar, quero dar-te os parabens por um cantinho, de extrema utilidade (para mim)

aqui tiram-se muitas hilacções...

muitos links com coisas bonitas de ver, de ler, musicas para ouvir, por fim pensar...

gostei mesmo a valer!

abracinho

pétala disse...

ah! esqueci-me,

então e eu, que encontro coisas e quero publicar onde... quando volto à procura já não encontro nada... que me pode acontecer? ... cabeça a prémio?

Olha, tambem te quero muito dizer, que eu se pintasse sua alteza, ia para a forca, de certezinha!

0 em relações humanas ? ! ?
acredito... quem gosta gosta, quem não gosta que se afaste. É o que eu faço!

abracinho

Bouquet disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bouquet disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dias disse...

Tenho um pouco de todos e ainda de outros... depende dos dias...

Beijo imenso num post EXCELENTE.

Parabéns

Dias disse...

Beijo de boptimo inicio de semana, e que seja uma semana com MUITAS MAIS e melhores presenças porra! :)

Tudo de bom

Erva Daninha disse...

Ser ou não ser, eis a questão
Trevo ou daninha ,erva na mão
Anda , vem ver a minha plantação
Depois me dizes se gostas ou não
Aperto de mão